10 de abr de 2008

Poema de despedida


Não importa o que digam e pensem,
Não importa o que os outros façam, eu continuarei a te amar.
Se eu estiver em profunda escuridão, meu amor me guiará,
E o brilho de teus olhos iluminará meu caminho.
Se eu cair em pranto, e me perseguir a solidão,
Lembrarei do teu rosto, e das coisas lindas que ele remonta,
E dos bons momentos que contigo passei.
Se me assolarem o frio e as intempéries do mundo,
Meu amor me protegerá de tudo,
Por que ele me motiva a viver e seguir em frente,
Só ele me inspira e anima, e me traz a calma que tanto preciso.
Ainda que o tempo tente apagar-te da minha memória,
Meu amor continuará, para todo o sempre,
Pois ele é único e verdadeiro, e não teme seus inimigos.
Ainda que a distância e o medo me impeçam de observar-te,
Manterei tua imagem em minha mente
E te encontrarei em meus sonhos.
O teu sorriso pra sempre me trará a paz,
Ainda que o mundo esteja em guerra.
E meus passos sempre estarão seguros,
Porque com esse amor sinto-me confiante,
Como nunca antes estive.
E ainda que outras surjam, que outros aconteçam,
Persistirei em lembrar-te, porque você,
E só você, soube me mostrar um mundo novo,
E me ensinar que a vida é linda quando se ama.
E pra sempre lembrarei de tua voz,
Que me trará conforto quando houver a dor,
Pois ela soa como uma melodia suave de primavera,
Em meio a um jardim iluminado, com o infinito perfume
Das mais lindas flores que a natureza criou.
E que pra sempre eu esteja, ainda que por alguns momentos
Junto a ti, onde quer que vá, como uma lembrança saudável
Que traz de volta aquilo que o tempo nos tirou.
E que assim seja, enquanto minha alma habitar este mundo,
Pois ela levará consigo tua lembrança depois que eu partir.

Nenhum comentário: